Introdução à busca

Geral

O FarejaDoc é um novo conceito de encontrar com rapidez e qualidade a informação que você procura, seja na web, seja no seu banco de dados.

Iniciando

Você pode começar com a caixa de busca básica, na página principal do FarejaDoc, ou pelos opções flex, avançada e tópicos, uma pagina sem anúncios, sem spam ou risco de pornografia que fará a busca na web e permitirá que você forme sua própria base de dados, limpa e confiável.

Vários tipos de busca

O FarejaDoc oferece três tipos de buscas:

Caixa de busca básica: Você poderá digitar um nome pessoal (autor), geográfico (país, estado, municípios), cronológico (datas ou parte de datas), instituição (ministérios, companhias públicas ou privadas), tópico, títulos, parte de uma palavra, etc.
  • Se a opção abaixo da caixa de busca básica, estiver marcado "FarejaDoc", significa que a busca será realizada apenas na base do FarejaDoc, ou seja, pesquisará apenas os recursos que você salvou em seu servidor. Caso a opção esteja marcada “Flex" significa que a busca será realizada na base do FarejaDoc e na base de dados da biblioteca, museu, arquivo físico ou virtual da sua escolha simultaneamente.
Busca Avançada: Permite que você combine vários atributos, por exemplo, títulos cujo assunto seja informática, ou autores que criaram recursos com o assunto administração. Basta escolher o “campo", o “tipo de busca" e digitar na caixa de busca "pesquisar por" e pressionar o botão "Pesquisar" ou teclar enter. Para combinar um campo com o outro, basta ir abrindo as lista e fazendo a escolha. Você também poderá inserir diferenciais booleanos, basta abrir a lista "Operador" e fazer sua escolha. Lembre-se que uma escolha equivocada poderá resultar um busca nula.
  • Função grupo de pesquisa: permite que o usuário cadastre as instituições integrantes de sua rede, parceiros de pesquisa e cooperantes, permitindo o FarejaDoc realizar pesquisa ao mesmo tempo em todos os servidores, integrando numa só busca todas as instituições. Consultar a BAM Brasil sobre está facilidade.
Busca por tópico ou diretório: Nesta modalidade de busca você não precisará digitar nada. Apenas deverá utilizar o seu mouse e clicar sobre o tópico de sua preferência, que imediatamente será apresentado os documentos disponíveis em cada tópico facilitando ao acesso do mesmo e sua posterior utilização.

Uma vez localizado o recurso de sua preferência, basta clicar sobre o globo localizado a direita do título o documento será apresentado independente do tipo. Vale lembrar que todos os recursos se utilizam de aplicativos para sua execução: documentos pdf ou adobe reader ou similar, músicas e trechos de filmes o Windows média player ou similar. O FarejaDoc se utilizará do utilitário que estiver priorizado em seu equipamento.

Seus Resultados

A página de Resultados é dividida em duas seções para que o resultado desejado seja facilmente encontrado. Na primeira seção o FarejaDoc vai fornecer a quantidade de documentos encontrados, apresentando um formulário “Resultado da pesquisa: Todos os topicos”, em seguida “Resultado da busca em bases externas:”, logo abaixo a quantidade de documentos encontrados em cada instituição.Uma espécie de resumo onde o usuário irá ver apenas a quantidade de documentos encontrados em cada instituição ou do tipo desejado. Um clique de mouse sobre um dos resumos, abrirá a segunda seção, uma página de resultado contendo fichas de resumo de cada documento, uma maneira simples e inteligente de compreender a informação, será mostrada para o usuário. Um clique sobre os links contidos em cada ficha mostrará na tela o documento armazenado ou link de origem.

Os resultados da Busca FarejaDoc são links para documentos armazenados ou sitios relevantes indexados por profissionais que acima de tudo priorizam a qualidade da informação. Se uma busca contiver o termo “Educação sexual” o resultado será apenas de materiais relacionados ao tema, sem nenhum desvio para documentos pornográfico por exemplo. Os resultados de busca na Web costumam se estender por várias páginas. O número total de documentos armazenados se encontra a direita das listas.

Na página de resultados da busca final, haverá links para outros tipos de busca.
  • Textos: Veja textos, no formato Pdf, Doc armazenados em seu computador ou link para o sitio de origem.
  • Imagens: Veja fotos, ilustrações e ícones armazenados em seu computador ou links para o sitio de origem.
  • Vídeos: Veja vídeos, relacionados com a pesquisa realizada e armazenados na base do FarejaDoc ou links para o sitio de origem.
  • Música: Mostra as músicas armazenadas na base de dados do FarejaDoc ou links para o sitio de origem.
  • Notícias: Procura matérias, artigos e reportagens relacionadas ao tema pesquisado.

Após o FarejaDoc processar a solicitação, será mostrado a página de resumo dos resultados. Clicando em qualquer um desses links, você será levado diretamente à página final onde serão mostrados fichas dos documentos, bem como os links para execução do tipo de documento² que escolheu (textos, imagens, vídeos, músicas, notícias ou web). A palavra-chave será mantida na sua caixa de busca. Não é preciso reescrevê-la ou recomeçar sua pesquisa.

Por exemplo: após buscar "informática", você pode clicar em "Imagens", para achar fotos de computadores e periféricos, ou clicar em "Notícias", para ver matérias sobre informática.

²Qualquer tipo de acervo armazenado no FarejaDoc, tipo: texto, imagem, música, noticias, etc.

Busca Avançada

A Busca Avançada ajuda a achar sítios levando em conta critérios bastante precisos, tais como combinações de assuntos ou palavras-chave com autores, títulos com datas, autores com publicadores. As opções que você escolher se aplicam somente à busca naquela ocasião. Além de combinar palavras, o FarejaDoc oferece operadores booleanos para dar novo norte a pesquisa. O uso do operador E ligando dois autores, por exemplo, determinara que o resultado apresentado contenha documentos dos dois autores, caso o sistema ache apenas de um autor, a pesquisa não será completada. Se o operador utilizado for OU, o sistema retornará documentos de um autor ainda que não encontre nada do outro. Pode ocorrer de trazer documentos dos dois. Porém documentos de um OU de outro satisfaz a pesquisa.

A busca poderá ser realizada em outras instituições (universidades, escolas, empresas, ONGs, etc.) simultaneamente a uma pesquisa na base do FarejaDoc. Para tanto será preciso que esteja presente na sua versão, a função GRUPO DE PESQUISA. Com está função você será capaz de cadastrar servidores pertencentes a outras instituições e assim realizar pesquisa dentro deles, ampliando seu poder de informar e conseqüentemente o usuário de conhecer.

A função grupo de pesquisa, depois de criada, apresentará uma caixa frente a cada nome de instituição cadastrada. Para realizar a busca você deverá clicar com o mouse sobre a caixa. Uma vez marcada o sistema entenderá que você deseja incluir nos resultados do FarejaDoc documentos existentes naquela instituição. O FarejaDoc realizará a busca e mostrará o resultado.

Na rotina de pesquisa avançada, você poderá determinar a quantidade de documentos que serão exibidos na tela do seu computador. O sistema está configurado para apresentar de dez em dez, havendo necessidade de ampliara esse número clique com seu mouse sobre a caixa de exibição mostrando outras quantidades para sua escolha. Mas lembre-se, a quantidade de documentos exibidos tende ou não a interferir no desempenho da apresentação do resultado.

Pesquisa Flex

A pesquisa do tipo Flex, tem por finalidade unir no mesmo resultado, documentos cadastrados ou links do FarejaDoc, com documentos cadastrados nos sistemas de gestão das instituições. O mesmo termo, caso você queira, poderá ser utilizado na pesquisa avançada com as opções de grupo de pesquisa. Assim você não precisa ficar digitando o mesmo termo repetida vezes.

A pesquisa Flex, tende a unificar os sistemas de gestão com os recursos da web armazenados no FarejaDoc. É possível importar as tabelas normalizadas (autor, títulos, assuntos, produtores, etc) para dentro do FarejaDoc, dessa forma as pesquisa ficam unificadas, dando maior agilidade na localização dos documentos desejados.

Pesquisa por grupo

Uma solução inteligente do FarejaDoc que permite ao usuário criar grupos de pesquisas. Esses grupos não funcionam sozinhos, necessitam das rotinas de pesquisa flex ou avançada.

Para criar um grupo de pesquisa o usuário deverá primeiramente verificar se a rotina faz parte do conjunto tabelas presente no Menu Lista. Existindo, um clique de mouse sobre a opção Grupo de pesquisa, mostrar em primeiro momento a caixa de pesquisa de grupos de pesquisas para você verificar se este grupo que você deseja criar já existe no seu sistema. Caso o sistema devolva a mensagem “Não existe o grupo consultado” e logo abaixo entre chaves a expressão [Criar um novo grupo de pesquisa]. Um clique sobre este link mostrará uma caixa de texto onde você digitará o nome do grupo. Por exemplo, Bibliotecas Universitárias de Brasília ou Sistema de Museus do Paraná. Confirmado o novo cadastro, o sistema retornará a mensagem Grupo Cadastrado e clique para continuar. Não existindo mais grupos para cadastrar, basta clicar novamente sobre a opção Grupo de pesquisa, contido no Menu Lista. Observe agora que o grupo criado por você faz parte da lista de grupos de pesquisa, porém ainda não está terminado, precisamos criar as configurações de acesso.

Clique:
  1. Menu lista
  2. Grupo de pesquisa
  3. Escolha o grupo que deseja criar as configurações e clique sobre ele.
  4. A direita de “Locais de pesquisa externa” em um link adicionar.
  5. Consulte se este local existe.
  6. Não existindo, clique em Criar uma nova pesquisa externa.
  7. Nome: digite o nome da instituição que irá fazer parte desse grupo. Por exemplo, se o grupo é Bibliotecas Universitárias de Brasília, uma instituição poderia ser a UNB.
  8. Servidor: o nome do servidor onde se encontra a base externa a ser pesquisada.
  9. Porta: por onde será feita a conexão com o servidor.
  10. Usuário: identificação do usuário do banco de dados para conexão.
  11. Senha: senha do usuário do banco de dados para conexão.
  12. Banco de dados: caminho onde se encontra a base de dados dentro do servidor.
  13. Sistema: indicar em qual sistema de gestão o FarejaDoc vai se acoplar.
  14. Protocolo: nome do banco de dados o qual a base de dados foi formada.
  15. Pesquisa: indicar se a instituição no qual o FarejaDoc está instalado vai permitir a pesquisa flex.
  16. Situação: indicar se o nome da instituição será visível na lista de instituições que fazem parte do grupo indicado.


Estando de acordo com as informações cadastradas, salvar as informações e continuar a criação de novas instituições.

Pesquisa na Web

A partir das listas do FarejaDoc é possível realizar pesquisa na Web com apenas um clique. Não será preciso digitar uma só palavra, basta abrir uma das listas presentes no Menu Lista e digitar a palavra a ser pesquisada. Havendo mais de uma ocorrência o FarejaDoc mostrará todas e visualmente você poderá fazer a escolha. Observe que no lado direito da palavra tem a quantidade de documentos e um circulo azul. A quantidade de documentos vale para os documentos cadastrados no FarejaDoc. Com um clique, o circulo azul o transportará para a Web, o que nos isenta do que você poderá encontrar lá, pois não temos o menos controle sob este mundo. Serão mostrados pra você documentos que atendam a palavra o qual você clicou. Mas se você quiser fazer outras pesquisas, basta modificar a palavra transportada na caixa de texto, fazendo uso do browser como se estivesse fora do FarejaDoc. Ao fechar você retorna normalmente para o FarejaDoc.

Pesquisa por lista

As pesquisas por listas funcionam semelhante aos diretórios ou tópicos. Clicando em cada lista, tomando, por exemplo, assuntos, o sistema exibirá os primeiros assuntos cadastrados. A direita de cada termo tem a quantidade de documentos associado, bem como um circulo azul que ao ser clicado o levará para web comercial, oferecendo mais opções de documentos. Porém, não temos controle sobre estes documentos, nem garantimos a qualidade e exatidão.

Um clique sobre o número que reflete a quantidade de documentos, oferecerá os documentos cadastrados. A esquerda de cada título tem o ícone que simboliza o tipo de documento, para PDFs o símbolo do adobe reader, para os do tipo DOCs um ícone simbolizando uma folha. A esquerda do título observa-se ainda, o tamanho do arquivo em kbytes e a aplicação. Observa-se também, uma lupa que ao ser clicado abrirá o documento associado ao título. Esta lupa somente será visível em documentos armazenados no servidor da instituição. Se o usuário desejar levar para casa o documento, a seta a direita da lupa possibilitará o download.

O documento cuja execução se dá na origem, tem as mesmas características, um ícone do tipo folha a esquerda. Depois, a direita do título o tamanho do arquivo e o tipo de aplicação. Um circulo azul ao ser clicado mostrará o documento associado ao título. Portanto este tipo de documento se encontra na origem, ou seja, no sitio pesquisado.

Pesquisando dentro da lista

Dissemos anteriormente que o FarejaDoc, apresentará apenas os primeiros termos cadastrados. Para ver os outros itens constantes da lista você deve proceder de duas formas: a primeira, movimentando a barra de rolamentos até visualizar a palavra “próximo” grifado em azul. Ao ser clicado o sistema entenderá que deve mostrar a página seguinte contendo mais termos cadastrados.

Uma maneira mais rápida é pesquisando a tabela. Você digita o termo ou parte dele e clica na lupa. Existindo o termo o sistema exibirá uma lista contendo um ou mais termos com a palavra digitada. Portanto, você pode digitar a palavra inteira ou parte dela. Por exemplo:

Literatura Brasileira
Literatura
Brasileira
Literatu
Brasil

Para realizar a pesquisa por lista devemos:

  1. Clicar no menu Lista, e escolher o tipo de lista desejado.
  2. Se o termo desejado não se encontra nos primeiros termos apresentados. Consulte os itens da lista, digitando o termo na caixa de consulta ou clicando em próximo.
  3. Aparecendo o termo, clique na lupa ou bola azul para mostrar o documento.

Criando as Listas

As listas ou tabelas são muito importantes para a criação de recursos no FarejaDoc. Elas, além de minimizar o tempo de digitação, também serão responsáveis pela qualidade dos dados, ou seja, a normalização. Processo que ocorre quando a instituição busca uma padronização para entrada de dados.

As listas são uma inovação da BAM Brasil para o ambiente Dublin Core¹ com o objetivo de evitar as redundâncias, bem como facilitar as manutenções do registro digitado e salvo.

Criar um item na lista é uma operação simples, mesmo diante da novidade que seja o sistema FarejaDoc, vamos tentar tornar esta tarefa o menos complicado. Vamos ver o exemplo abaixo:

  1. Clique no menu Lista
  2. Clique sob a opção por exemplo, autoridade. Esta opção lhe permite criar os autores de cada recurso.
  3. Pesquise a existência do autor na sua base de dados. Observe que algumas autoridades são visíveis, mas pode ser que aquele que você busca se encontra em outra página.
  4. Digite o Nome, Sobrenome ou parte deste na caixa de busca. Lembrem-se, no mínimo três caracteres. Por exemplo, Machado ou Machado de, ou Assis ou Machado de Assis.
  5. Se for dado uma mensagem “Não existe autoridade cadastrada” clique no link [Cadastrar autoridade].
  6. Uma vez exibida à caixa de texto para digitação da autoridade, observe se a entrada será por nome ou sobrenome e o tipo de autoridade que você está digitando.
    1. Nome Pessoal: tipo destinado as pessoas físicas, nomes completos, abreviados e pseudônimos. Lembre-se que a abreviação de um nome, para o FarejaDoc tem diferença.
    2. Nome corporativo: tipo destinado as empresas, órgãos públicos, ONGs, universidades, escolas, museus, arquivos, etc.
    3. Nome de evento: tipo destinado aos nomes de eventos (feiras, congressos, seminários, etc.).
    4. Nome de Jurisdição: destinam-se ao cadastro de países, regiões, estado e municípios.
    Nota: Estes diferenciais somente aparecerão nas listas de títulos, autoridade, assuntos e publicador.
  7. Terminado a digitação e certo da exatidão dos dados. Clique em salvar, este símbolo de confirmação na parte de baixo da janela.

Criando um recurso no FarejaDoc

Uma das maneiras de cadastrar um recurso no FarejaDoc, é clicando no menu Documentos, em seguida clique na opção Selecionar/Cadastrar. Será exibida uma lista dos tópicos principais. Para cadastrar um recurso num tópico qualquer clique sobre o tópico de sua escolha, nele poderá existir outros subtópicos. Se outro subtópico não for indicado, o recurso que você cadastrar ficará associado ao tópico inicialmente selecionado.

No fim da janela aberta você verá o link [Cadastrar um novo recurso neste tópico]. Uma janela será aberta e mostrará os seguintes campos:

 

Elementos

 

Descrição

Título

Nome dado ao recurso.

Tipicamente, um Título será o nome pelo qual o recurso é formalmente conhecido.

Criador

Entidade originalmente responsável pela criação do conteúdo do recurso. Exemplos de Criador incluem uma pessoa, uma organização, ou um evento, ou uma região. Tipicamente, o nome de um Criador deve ser usado para indicar uma entidade.

Assunto

Tema do conteúdo do recurso. Pode ser expresso em palavras-chaves e/ou Categoria. Recomenda-se o uso de vocabulários controlados.

Tipicamente, um Assunto deverá ser expresso por palavras chave, frases, ou códigos de classificação que descrevem o conteúdo do recurso. Como boa prática recomenda-se a seleção de termos de vocabulários controlados, ou de sistemas de classificação formais.

Descrição

Relato do conteúdo do recurso. Exemplos: texto livre, sumário e resumo.

Descrições podem incluir sem estarem limitadas a tal: um resumo, um índice, uma referência a uma representação gráfica do conteúdo, ou uma descrição textual.

Publicador

Entidade responsável por tornar o recurso disponível.

Exemplos de um Editor incluem uma pessoa, uma organização ou um serviço. Tipicamente, o nome de um Editor deve ser usado para indicar a entidade.

Colaborador

Entidade responsável pela contribuição intelectual ao conteúdo do recurso.

Exemplos de Outro Contribuinte incluem uma pessoa, organização ou serviço. Tipicamente, o nome de outro contribuinte deve ser usado para indicar a entidade. Webmaster, ilustrador, texto do conteúdo não atribuído ao criador.

Data

Data associada a um evento ou ciclo de vida do recurso.

Tipicamente, uma Data deve ser associada à criação ou disponibilidade do recurso. Como boa prática recomenda-se para codificação de valores de datas um perfil da norma ISO 8601 [W3CDTF], segundo o formato AAAA-MM-DD.  

Tipo (categoria)

Natureza ou gênero do conteúdo do recurso. Exemplos: texto, imagem, som, dados, software.

Tipos incluem termos descrevendo categorias genéricas, funções, gêneros, ou níveis de agregação para o conteúdo. Recomenda-se como boa prática a seleção de valores a partir de vocabulários controlados (por exemplo, a lista do documento de trabalho "Dublin Core Types" [DCT1]). Para descrever a manifestação física ou digital do recurso, deve ser usado o elemento Formato.

Formato (categoria)

Manifestação física ou digital do recurso. Exemplos: html, pdf, ppt, gif, xls.

Tipicamente, o Formato deve incluir o tipo de meio do recurso, ou as suas dimensões. Este elemento deve ser usado para determinar as aplicações informáticas ou qualquer tipo de equipamento necessário para reproduzir ou operar com o recurso. Exemplos de dimensões incluem tamanhos e duração. Como boa prática recomenda-se a seleção de valores a partir de vocabulários controlados (como por exemplo, a lista de "Internet Media Types" [MIME] definindo formatos e meios.

Identificador

Referência não-ambígüa (localizador) para o recurso dentro de dado contexto.

Como boa prática recomenda-se a identificação do recurso por meio de uma cadeia de caracteres ou por um número de acordo com um sistema de identificação formal. Exemplos de sistemas de identificação formais incluem o "Uniform Resource Identifier" (URI) (incluindo o "Uniform Resource Locator" (URL)), o "Digital Object Identifier" (DOI) e o "International Standard Book Number" (ISBN).

Fonte

Referência a um recurso do qual o presente é derivado.

O presente recurso pode ter derivado do recurso fonte na sua totalidade ou apenas em parte. Como boa prática recomenda-se a referência ao recurso fonte através de um identificador em conformidade com um sistema de identificação formal.

Idioma

Língua do conteúdo intelectual do recurso.

Como boa prática recomenda-se para valores do elemento Língua a utilização do RFC 1766 [RFC1766], o qual inclui um código de língua de duas letras (retirado da norma ISO 639 [ISO639]), seguido opcionalmente por um código de duas letras para o país (retirado  da norma ISO 3166 [ISO3166]). Por exemplo, 'en' para Inglês, 'fr' Francês, ou 'en-uk' para o Inglês do Reino Unido.

Relação

Referência para um recurso relacionado.

Como boa prática recomenda-se referir o recurso através de uma cadeia de caracteres ou número em conformidade com um sistema de identificação formal.

Cobertura

Extensão ou escopo do conteúdo do recurso; pode ser temporal e espacial.

Cobertura inclui tipicamente uma localização espacial (o nome de um lugar ou coordenadas geográficas), um período no tempo (a sua designação, data, ou intervalo de tempo), ou jurisdição (o nome de uma entidade administrativa. Como boa prática recomenda-se a seleção de valores de vocabulários controlados (como por exemplo, o “Thesaurus of Geographic Names" [TGN]), devendo ainda ser usados, quando apropriado, preferencialmente nomes de lugares e designações de períodos no tempo, em vez de identificadores numéricos tais como coordenadas ou intervalos de datas.

Direitos autorais

Informação sobre os direitos assegurados dentro e sobre o recurso.

Tipicamente, deste elemento deverá conter uma declaração de gestão de direitos sobre o recurso, ou uma referência a um serviço que fornecerá essa informação. Tal poderá compreender informação sobre direitos de propriedade intelectual, direitos de autor, ou outros. A ausência deste elemento não permite formular qualquer hipótese válida sobre quaisquer direitos que possam incidir sobre o recurso.

 

 

 

 Campos FarejaDoc

 

 

Código

Número sequencial para registro de um recurso. Pode ser automático ou sob controle do usuário.

Informações Adicionais

Campo livre para acrescentar a catalogação. Notas de conteúdo, etc.

Categoria

Junção das tabelas de tipo e formato.

Documento

Indica o local onde se encontra o documento o qual foi feito o download. O caminho onde está o arquivo que será exibido.

URL

O caminho original de onde se retirou o documento. Exemplo, HTTP//www.presidencia.gov.br

Quem Planilhou

O nome da pessoa que criou o rascunho dos dados para serem digitados.

Quem Digitou

O nome da pessoa responsável pela digitação dos dados no sistema.

Quem Alterou

O nome da pessoa que fez alguma alteração no registro.

Os campos no sistema FarejaDoc, tem uma corrente ao lado dos campos normalizados. Um clique sobre estas correntes abrem outras janelas onde é mostrado o conteúdo das listas.  Um clique sobre o item desejado leva o termo para o campo do formulário principal.  Para desassociar o termo do documento principal clique na corrente com o elo partido.

As caixas de textos contidas no formulário para cadastro de recursos do FarejaDoc, tem características alfanumérico. Isso significa que pode digitar o que quiser, como quiser, incluindo símbolos.
Para cadastrar um documento num subtópico, o procedimento é o mesmo: clique em um tópico e o sistema apresentará uma lista de subtópicos. Escolha o subtópico o qual deseja associar o recurso, clique sobre ele e em seguida no link [Cadastrar um novo recurso neste subtópico]. O formulário para o cadastramento é o mesmo já descrito neste manual.

Dica: Para melhorar a produtividade no cadastramento de recursos, crie uma planilha para rascunhar os dados a serem digitados no formulário.

Concluída a digitação clique sobre o botão confirmar, verde em forma de V, para salvar o recurso. A mensagem “Recurso recebido” será exibida confirmando a operação de salvamento.

Para alterar o cadastro de um recurso, clique sobre o tópico o qual ele foi associado. Em seguida, clique sobre o título do recurso que apresentará um resumo do recurso que será alterado. Clique sobre o link [Alterar Recurso] que exibirá o formulário com os dados que serão alterados.

Dica: Alterando um dado contido numa das listas do sistema, todos os cadastros associado a ele serão alterados.

Para excluir um recurso do banco de dados, clique sobre o tópico o qual ele foi associado. Em seguida, clique sobre o título do recurso que apresentará um resumo do recurso que será excluído. Clique sobre o link [Excluir recurso] e o sistema apresentará uma caixa de texto para um breve resumo dos motivos da exclusão. Em seguida escolhas entre as opções [sim] ou [não].

Criando um recurso pelo cadastro de URLs

Criar um recurso no FarejaDoc é muito simples pois o formulário de entrada de dados é intuitivo, o que facilita a dedução do que deve ser digitado mesmo para aqueles que não tenham muita experiência com o Dublin Core. Portanto, o que já era ótimo ficou excelente. Com o cadastro de URLs a tarefa de cadastras recursos no FarejaDoc tornar-se-á a coisa mais simples do mundo.

Escolha uma lista do FarejaDoc e selecione um termo. Clique na bola azul para  abrir o browser com o motor de pesquisa da sua preferência. Este mostrará inúmeros recursos relacionados ao termo que você escolheu na lista. Clique sobre o recurso de sua escolha e este abrirá o sítio relacionado. Na caixa de digitação do browser o endereço relativo ao sitio está sendo exibido. Clique com o botão direto do mouse sobre o endereço e escolha a opção copiar. No menu documento clique na opção indexar URLs e clique com o botão direito do mouse na caixa de texto, e escolha a opção colar. Realizada a operação clique no V para salvar a URL.

O próximo passo será validar os dados capturados no sítio. Estes dados estão contidos no próprio sítio e você os aceitará ou não. Em geral o título sempre estará presente.

Quando existentes, o FarejaDoc mostra uma lista dos assuntos contidos no sítio. Alguns assuntos não obedecem à regra de criação de vocabulários controlados. A frente de cada assunto contido no sítio tem uma caixa onde serão marcados ou desmarcados os assuntos que serão salvos na lista de assuntos.

Os campos que não apresentarem algum dado capturado estão livres para o usuário criá-los de acordo com suas necessidades.

Uma vez encerrado a edição do recurso, clique sobre o V e salve o recurso. Caso queira desistir da edição basta clicar em cancelar.

Nota: Mesmo cancelando a edição do registro o título fará parte da lista de títulos disponíveis no sistema.

Criando um usuário no FarejaDoc

Inteligentemente e para economizar tempo, o FarejaDoc utiliza um único cadastro de usuários, tanto para aqueles que irão gerir o sistema, como para aqueles que entram como professores, colaborares, alunos, etc. Seja qual for o seu perfil, o sistema se encarregará de oferecer as opções e o ambiente de trabalho para cada tipo de usuário.

Campos obrigatórios ( * ) :

  1. Identificação: Crie um código para você. Um nome de guerra. Sua matrícula ou as iniciais do seu nome.

  2. Senha: Crie uma senha.
    Dica: Atualmente, as senhas mais seguras tem mais de seis caracteres e são compostas de letras, símbolos e números. Porém, alertamos: nunca use a sua senha de banco.

  3. Confirme a Senha: redigite a senha para confirmação.

  4. Nome: Digitar o nome completo do candidato a usuário do sistema. Recomendamos não abreviar, afinal, Antonio Pereira da Silva é diferente Antonio P. da Silva.

  5. E-mail: Digite aqui seu email totalmente em minúsculo e sem espaços, o sistema se utilizará dele para comunicar com você.

    Campos alternativos, mas não menos importantes. Lembre-se, o dado que você suprime no cadastro, um dia fará falta nas estatísticas e relatórios:

  6. E-mail alternativo: para caso você dispor mais de um email.

  7. Tipo / Situação: selecione o tipo de usuário o qual você encaixa. Se você não informar o sistema assumirá colaborador. Em seguida, a sua situação do seu cadastro, se ativo ou inativo.

  8. Endereço: selecione o tipo de endereço que você está informando. Se residencial ou comercial. Em seguida preencha os campos.
    1. Logradouro: informe o endereço. Sugerimos como exemplo o código de endereçamento postal. Por exemplo: Rua campos Sales.
    2. Numero: digite o número da unidade residencial, exemplo, 123.
    3. Complemento: coloque aqui informações que facilite a localização da unidade residencial ou comercial, exemplo, Condomínio da esperança.
    4. Bairro: para alguns municípios está informação faz a diferença. Portanto pode usá-la, exemplo, Santa Felicidade.
    5. Município: coloque a cidade onde o usuário reside ou trabalhe, exemplo, Curitiba
    6. UF: Unidade da Federação, exemplo, PR.
    7. CEP: no composto endereço, uma das informações mais importantes.


  9. Telefones: para facilitar, colocamos o tipo de telefone que você está informando. Pode ser informado o telefone residencial, comercial e celular ou tudo residencial ou tudo celular, fica a critério do usuário. Para qualquer um dos telefones, escolha um tipo e digite o número a frente, exemplo, (061) – 9999.9999.

  10. Outras Informações: agrupa dados importantes para estatísticas. Tais como: usuários por faixa etária, o que faz a data de nascimento importante.
    1. Data de nascimento: importante para criação de estatísticas, e implementação futura de controle de acesso a conteúdos.
    2. Sexo: importante para diferenciação de homônimos e construção de estatísticas de utilização.
    3. Tipo de pessoa: para diferenciação de usuários cadastrados no sistema.


  11. Formação / Trabalho: agrupa dados importantes para estatísticas. No futuro será possível emitir estatísticas do tipo, usuários pós graduados e que trabalham na empresa tal entraram utilizaram o sistema no período tal.
    1. Grau de instrução: campo tabelado que agrupa os graus de instrução mais conhecidos. Campo do tipo tabela, que para acessá-lo basta clicar sob a seta dentro da caixa. Clique sobre o item do seu interesse.
    2. Ocupação: campo tabelado que agrupa os tipos de ocupação mais conhecidos. Não havendo a ocupação do seu interesse, basta cadastrá-lo para posterior utilização.
    3. Outro: campo complementar à ocupação. Não existindo a ocupação do seu interesse digite nesta caixa de texto para posterior utilização.
    4. Tempo de ocupação atual: informe a quantidade de tempo que está trabalhando no seu atual emprego.
    5. Local da ocupação atual: informe o local onde trabalha.
    6. Cargo da ocupação atual: informe seu cargo. Lembre-se que você pode ter um cargo diferente da ocupação ou profissão.
    7. Área de atuação: escolha na lista onde você atua. Esta informação tem haver com sua formação ou não.


  12. Informação pessoal (opcional): campo texto para você fazer um breve resumo sobre você. Uma apresentação do seu perfil profissional.

Configuração

O conjunto de opções destinado as configurações do sistema, será onde usuário administrador determinará o comportamento do FarejaDoc. As informações marcadas nesta área não são imutáveis, pode ser alteradas a qualquer tempo, conforme desejo do usuário. Vale lembrar que dependendo da velocidade da sua internet, a ampliação de alguns valores poderá incidir na perda de velocidade ao acesso a dados, ou na maneira como o sistema mostrará os resultados.

Pesquisa:

  1. Quantidade máxima de registros retornados em uma pesquisa: opção útil para paginar a quantidade de registros retornados em uma pesquisa. O fato de o usuário indicar uma quantidade limite, não significa que ele não acessará os outros documentos a partir de 1001, por exemplo. Esta opção tem a finalidade de não carregar a memória apresentando documentos que fatalmente não serão utilizados, ou quando o resultado é objeto de uma pesquisa mal formulada que poderá resultar numa grande quantidade de documentos inúteis.
  2. Quantidade de registro por página: está opção tem a mesma finalidade da opção anterior. Aliviar o motor de pesquisa e conseqüentemente dar mais qualidade ao objeto apresentado. Facilitando ao usuário uma melhor visualização do resultado.
  3. Quantidade mínima de caracteres para uma pesquisa: está opção impede, por exemplo, que um usuário dite apenas o caractere “a” na caixa de busca. Além da demora que uma pesquisa assim pode resultar, ainda implica numa grande quantidade de documentos desnecessários. Por padrão o FarejaDoc adota três caracteres, mas o usuário pode mudar de acordo com suas necessidades.
  4. Formato padrão para apresentação de resultados: como pode perceber o FarejaDoc não impõe padrões. Cada um escolhe a maneira como deseja trabalhar, bem como a maneira como deseja mostrar os resultados das pesquisas. Um clique sobre a caixa mostrará todos os itens. No momento o sistema adota três formatos:
    1. Ficha: padrão mais comum para apresentação de documentos normalizados. O FarejaDoc adota este formato como padrão.
    2. Referência: padrão importante para aqueles depois de uma boa pesquisa, desejem anexar a vossos trabalhos a referência do documento pesquisa.
    3. Lista: padrão muito comum na internet. Geralmente é visto em todos os sítios de pesquisas.
  5. Permitir pesquisar no resultados: está opção tem por finalidade dar condições para o usuário encontrar um determinado documento, quando sua pesquisa inicial foi muito abrangente e resultou numa grande quantidade de documentos. Muito comum nas situações que o usuário pesquisou Literatura, quando desejaria Literatura Brasileira. Para não ter que refazer a pesquisa novamente, ele faz no resultado já apresentado.
Download:
  1. Quantidade de dias para se considerar um arquivo desatualizado: a informação está em constante movimento, com isso aquilo que era novidade ontem, hoje já não e é mais. Estar atento as coisas do nosso dia-a-dia é o que justifica uma biblioteca digital, ou seja, a maneira como se pode ter informações atualizadas em frações de segundos. O objetivo dessa opção é dar a segurança pra você de que o documento substituído realmente é novo.
Aparência:
  1. Nome fantasia: Indique o nome da sua empresa ou órgão que irá enfeitar todos os cabeçalhos de relatórios apresentados pelo FarejaDoc.
  2. Quantidade de tópicos listados: o FarejaDoc adota por padrão três tópicos. Porém o usuário poderá ampliar este campo de visão.
  3. Quantidade de subtópicos listados: o FarejaDoc adota por padrão três tópicos. Porém o usuário poderá ampliar este campo de visão.

FarejaDoc

Software desenvolvido pela BAMBrasil
Copyright © 2011 BAMBrasil. Todos os direitos reservados.
Licenciado para Antônio Miranda
Versão 1.5.24

FarejaDoc